Quem sou eu

Minha foto
Escrever é materializar a imaginação.

Postagem em destaque

Caminhando...

A busca pela imortalidade é solitária e triste. Atryu

Stagran

Instagram

Seguidores

TRADUTOR

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Menino















Espinhos ardem cravados em meu coração que sangra sem parar, gotas espessas caem e tingem o chão pintando os sonhos que junto de ti sonhei.

Menino, você me fez flutuar nas loucuras de uma paixão afetuosa, andei sobre às nuvens que mais pareciam flocos de neve sobre as montanhas no inverno.
Menino, com beijos você me roubou a alma, com ternura me roubou a vida.
Ofegante mergulhei eu tuas promessas, de olhos fechados lhe dei meu futuro.
Menino, com você eu quis atingir o inalcançado, deixei meu sangue se misturar com o teu.
Doei-me sem reservas, fui tua, somente sua.
Menino, hoje ainda ouço sua voz que sussurra ao meu ouvido, vejo você nas noites que meus olhos não se fecham.
Te espero sentada na calçada deserta, na janela solitária, nas palavras dos poetas.
Menino, não demore, pois estou qual índia solitária, à qual olha para o mar esperando o barco apontar no horizonte.
Menino, não demore, minha vida tem horas, e os minutos não esperam...

Atryu.

Loucura



















Pela janela olho para o infinito,
Espero ver o teu rosto brilhando,
loucura ou amor, não sei!
Imagino o ranger da porta se abrindo, Imagino você chegando!
A paixão mudou meus sentidos,
Não quero mais o gosto doce do mel,
Não sinto mais a brisa fresca no vento,
Sei que você não virá,
Mas como uma doida, continuo esperando você chegar.

Atryu.

Escuridão













Entreguei-me humildemente aos teus encantos, cedi m'alma fascinada de desejos.
Você era a ponte que me tirava das trevas.
Você era a luz que preenchia a escuridão que me cercava,
Você era minha vida, minha alma.
Você se foi...

Atryu.

Sem identitade
















Sou a sobra do nada, a flor murcha em um jardim destruído,
Sou a dor murmurando, sou a morte chorando.

Atryu.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Saudade






















Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade,Saudade, saudade, saudade, saudade.

Atryu.