Quem sou eu

Minha foto
Escrever é materializar a imaginação.

Postagem em destaque

Caminhando...

A busca pela imortalidade é solitária e triste. Atryu

Stagran

Instagram

Seguidores

TRADUTOR

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Inferno humano
















Uma dor gigantesca estou sentindo, a mão do destino aperta e sufoca meu coração, esmaga como se quisesse arrancar algo de dentro dele, Ouço uma vós que grita: PUNIÇÂO!
Olhei tudo ao meu redor e num reflexo de desespero pedi socorro.
Vi um pássaro voando nas alturas e perguntei a ele se era possível eu voar também.
Tudo estava em silêncio e em silêncio permanecia...
Vi um homem caminhando e perguntei a ele se era possível eu caminhar ao seu lado, ele me olhou em silêncio e não me disse nada também.
 Então vi meus erros, todos os meus pecados jogados aos meus pés e perguntei à Deus se era possível começar de novo, naquele instante o tempo de alguns anos passou no filme de minhas memórias, olhei tudo em silêncio e pensei...
Conclui que depois que conheci a vida, uma guerra acirrada iniciou dentro de mim. Tornei-me duas pessoas habitando um corpo. Conclui também que após iniciar essa caminhada tudo não dependia mais de mim, o que eu queria nunca seria feito, os meus desejos nunca seriam realizados... Então vi que sou alguém sem vontade própria, uma pessoa levada pela força de  outro alguém que só faz o que deseja. Sou atormenta pela vida, atormentada por não entender por pensar muito, mas o que importa o que eu penso!
Sinto essa dor que não me dá folga um dia se quer, e sei que não adianta reclamar...
Acredito que nasci com um defeito, talvez genético... Só sei que mesmo com tudo que vejo, ainda estou aqui e que meu destino é não realizar nada... Acho que meu destino é apenas magoar, destruir vidas. Talvez eu seja a flecha maléfica que voa com apenas um objetivo, a morte. Mata aos poucos a vítima e me faz sentir a dor do atingido e o remorso de saber que sou apenas destruição.
Meus sonhos acabaram, não existe objetivo, apenas o vagar de uma alma pobre e infeliz.
Tenho vontade de arrancar meu coração e queimá-lo, pois assim eu seria como a pedra que todos pisam...Tenho vontade de abraças as trevas e deixá-la entrar nos meus sentidos, tomar conta de minha mente e alma, assim poderia deixar de ver, de ouvir, de falar, de existir...Seria apenas um corpo obedecendo outro senhor...

Atryu.

5 comentários:

Pérola disse...

Nossa!!! Que texto triste.
Ñ existe inferno humano ok.
As vezes passamos por alguns momentos dificeis,nos sentimos perdidos e até imaginamos ser o fim.
Tudo passa,o tempo cura tudo.
Abraços carinhosos.

Por que você faz poema? disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Por que você faz poema? disse...

Verdadeiro inferno humano.

Aline disse...

Por onde tens andado?
Volte a escrever gosto de te ler!!
O tempo cura tudo e depois que passa e essa conclusão que chegamos, que Tudo passa!
beijos!

°•ஜ♥ S ♥ஜ•° °•ஜ♥ M ♥ஜ•° disse...

Uma hora eu recomeço... ainda ñ dá... obrigada pela visita, bju!