Quem sou eu

Minha foto
Escrever é materializar a imaginação.

Postagem em destaque

Caminhando...

A busca pela imortalidade é solitária e triste. Atryu

Stagran

Instagram

Seguidores

TRADUTOR

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Súplica



















Suplico insistentemente por aquilo que ainda não encontrei, e uma solidão aumenta a cada época a cada estação que passa.
Às vezes penso que só a morte me dará o que procuro...
Só entende o que eu digo quem conhece esse mundo o qual vivo.
Uma força estranha e má me persuade todos os segundos do dia e atenta contra minha vida, vivo então a procura do sal que me fará durar para sempre, mas “um sempre” sem as tormentas desse tempo que se chama hoje, sem as angústias que sinto todos os dias do meu sobreviver.
Percebo que sou diferente, pois gosto de tudo que os outros não gostam e o que os outros gostam eu tento gostar, porém nada me satisfaz.
Sigo em frente sempre me arrastando, busco nas alturas uma mudança que nunca chega, um sonho que não existe, um amor que morreu antes de nascer.
Lamento minha vida e pontos de interrogações estão sempre no meu presente. 
O indecifrável sou eu mesma para mim.
Vou além do “normal” e deixo meu espírito se expressar, buscar no surreal as respostas que minha alma anseia...
Ontem pensei que havia encontrado o que me faria feliz, no entanto foi apenas uma ilusão que o engano de um coração triste se apegou, fui feliz mesmo sabendo que iria acabar, pois sempre soube que seria deixada para trás, fora daquele daquele lugar.
Hoje...
Ai que vontade de me desintegrar no espaço, sozinha longe da vida, longe dos que aceitam os dias como Deus dá, perto do silêncio que me atormenta sem dó!
Suplico insistentemente...
Suplico por algo que ainda não encontrei, algo que não sei se existe...

Medito em uma frase que me chama a atenção, “Se Deus fosse mau e quisesse nos castigar, Ele colocaria dentro de nós um desejo de encontrar o inexistente”, assim seriamos infelizes para sempre, pois eternamente procuraríamos por algo que não existe.

É assim que me sinto todos os dias da minha vida..., por isso suplico insistentemente..

Sol.

Nenhum comentário: