Quem sou eu

Minha foto
Escrever é materializar a imaginação.

Postagem em destaque

Caminhando...

A busca pela imortalidade é solitária e triste. Atryu

Stagran

Instagram

Seguidores

TRADUTOR

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Sem você na confusão do tempo



















Tempo bandido, amigo, inimigo... Trouxe e levou você de mim...
Tempo querido, desejado. Tempo perdido desgraçado. Tempo de paixão de ilusão, de desunião, foi tudo em vão...

Uma música estranha me trouxe lembranças, as quais vivi há algum tempo atrás... Fiquei ali escutando e deixei meu pensamento voar...

Olhava para aquela cama e via teu corpo de pele branca deitado sobre lençóis sujos pelo nosso amor, ardia dentro de mim um fogo tremendo ao contemplar tuas curvas firmes que faziam eu delirar apenas em apreciar.

Toquei teu corpo novamente depois de tantos meses de saudade...
.
Fiquei confusa, pois não sabia se ficava presa naquele devaneio tão gostoso ou voltava para esse tempo triste em que sobrevivo.
Lutei um pouco com meus pensamentos, mas sem espera me entreguei nos teus braços suados, os quais me apertavam contra seu corpo perfeito e cheio de paixão... Fui amolecendo aos poucos e entrei na ilusão.

Beijos molhados e chupados eu recebi.
Abraços enfurecidos por amor enlouquecido eu revivi.

Minhas pernas me seguravam contra teu corpo macio e febril, que com movimentos frenéticos traziam a lua até mim.... Eu sentia teu perfume, teu cheiro selvagem que embriagava meus sentidos e faziam-me gemer como se uma dor terrível estava sofrendo, tua mão forte agarrava-me e me segurava sem dó...Ali eu me submetia aos teus desejos mais secretos...
Fui até ao céu e voltei por muitas vezes, enquanto tua boca percorria meu corpo já quase sem forças. O teu suor se misturava ao meu, teus cabelos grudavam em mim e atiçavam ainda mais os meus delírios, coisas ocultas eu senti e tudo em segredo eu vivi.

A música continuava tocando e aos poucos fui voltando para o tempo bandido... Tempo amigo, inimigo... Pois trouxe e levou você de mim...
Tempo querido, desejado. Tempo perdido desgraçado. Tempo de paixão de ilusão, de desunião, foi tudo em vão...


Sofhia.




Nenhum comentário: