Quem sou eu

Minha foto
Escrever é materializar a imaginação.

Postagem em destaque

Caminhando...

A busca pela imortalidade é solitária e triste. Atryu

Stagran

Instagram

Seguidores

TRADUTOR

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Inferno humano
















Uma dor gigantesca estou sentindo, a mão do destino aperta e sufoca meu coração, esmaga como se quisesse arrancar algo de dentro dele, Ouço uma vós que grita: PUNIÇÂO!
Olhei tudo ao meu redor e num reflexo de desespero pedi socorro.
Vi um pássaro voando nas alturas e perguntei a ele se era possível eu voar também.
Tudo estava em silêncio e em silêncio permanecia...
Vi um homem caminhando e perguntei a ele se era possível eu caminhar ao seu lado, ele me olhou em silêncio e não me disse nada também.
 Então vi meus erros, todos os meus pecados jogados aos meus pés e perguntei à Deus se era possível começar de novo, naquele instante o tempo de alguns anos passou no filme de minhas memórias, olhei tudo em silêncio e pensei...
Conclui que depois que conheci a vida, uma guerra acirrada iniciou dentro de mim. Tornei-me duas pessoas habitando um corpo. Conclui também que após iniciar essa caminhada tudo não dependia mais de mim, o que eu queria nunca seria feito, os meus desejos nunca seriam realizados... Então vi que sou alguém sem vontade própria, uma pessoa levada pela força de  outro alguém que só faz o que deseja. Sou atormenta pela vida, atormentada por não entender por pensar muito, mas o que importa o que eu penso!
Sinto essa dor que não me dá folga um dia se quer, e sei que não adianta reclamar...
Acredito que nasci com um defeito, talvez genético... Só sei que mesmo com tudo que vejo, ainda estou aqui e que meu destino é não realizar nada... Acho que meu destino é apenas magoar, destruir vidas. Talvez eu seja a flecha maléfica que voa com apenas um objetivo, a morte. Mata aos poucos a vítima e me faz sentir a dor do atingido e o remorso de saber que sou apenas destruição.
Meus sonhos acabaram, não existe objetivo, apenas o vagar de uma alma pobre e infeliz.
Tenho vontade de arrancar meu coração e queimá-lo, pois assim eu seria como a pedra que todos pisam...Tenho vontade de abraças as trevas e deixá-la entrar nos meus sentidos, tomar conta de minha mente e alma, assim poderia deixar de ver, de ouvir, de falar, de existir...Seria apenas um corpo obedecendo outro senhor...

Atryu.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Encontro















As mãos suadas, o coração batendo forte, a emoção na flor da pele!
Lá estava ele, a poucos degraus abaixo, quando o vi senti uma sensação diferente de tudo o que já havia sentido. A escada me levava até ele...
Seus olhos me perturbavam, sentia-me incomodada, pensava que ele poderia me achar feia e sem graça...
Toquei-o pela primeira vez, foi tão bom! Foi apenas um toque, um cumprimento discreto, mas era minha primeira vez...
Saímos andando e eu totalmente insegura, medrosa, tímida. Nem parecia que já o conhecia há tanto tempo! Falava com ele todos os dias, porém era a primeira vez que ouvia sua voz sem precisar da tecnologia da era comunicação.
Que voz encantadora, que olhos profundos! Quando ele me olhava, era como se eu estivesse sem roupa, me sentia nua diante de um olhar tão forte.
Em poucos minutos estávamos sentados em meio a um pedaço de natureza escondido no centro de uma grande metrópole. Eu e meu Amor... Meu Amor e Eu!
Quase sem fôlego eu estremecia e via seus lábios chegando perto dos meus...
Foi ali, na cidade dos meus sonhos, que ele me beijou pela primeira vez. Cidade que eu desejava estar em uma segunda oportunidade, cidade que ninguém gosta, mas que me fez feliz por um dia...
O gosto de sua saliva foi doce, mais saborosa que o licor dos deuses, mais embriagante que a bebida forte, mais, mais, mais.. Muito mais... Bebida pura e deliciosa que minha boca provara!
Como o amei naquele instante...
Como o desejei naquele momento especial, singular!
Horas se passaram e nosso tempo, nossa oportunidade chegava ao fim.
O tempo que o destino me presenteou naquele dia era findo... Eu tinha que partir...
Eu via apenas seus olhos me olhando com amor e dor, minha alma suplicava dentro de mim, pedia para ficar. Seu olhar triste me dizia adeus!
Foi um dia...
Um dia feliz ,escrito em um passado tão distante!

Sofhia.


sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Por quê?












Sozinha sou eu mesma.
Não preciso fingir como faço diante de todos...

Queria que existisse amor bonito, queria que existisse alma gêmea, ai como eu queria ter meu amor ao meu lado...
Poder todos os dias o abraçar...mas tudo foi só mais uma ilusão, uma brincadeira de mal gosto que a vida fez comigo.
Sempre foi assim, por que  iria mudar dessa vez ?

Por que nasci para ter sentimentos? Por que não sou fria coma a pedra da montanha de gelo?
Por que tenho que sentir o gosto da minha alma tão amarga?

Tenho tanta raiva da minha existência que hoje meu maior desejo é ir embora para o outro lado. Fechar meus olhos e nunca mais sentir o gosto salgado na minha boca.

Desabafo com as letras, pois nasci para chorar... E apenas elas me entendem, ai que dor eu sinto, ai que angústia.... quero deixar esse corpo que me segura nessa dimensão tão triste em que sou obrigada a permanecer sozinha. Sozinha, pois sinto falta de um pedaço que de mim foi arrancado.
Acho que Deus me odeia por eu ter tantos pecados... ai que dor tão forte, como continuar assim, como?
Para que nasci? Tantos anos sem frutos, sou tão inútil...
Olho para a vida e não tem nada que me traga alegria, qual é o problema ? Existe solução?
Perguntas, é só o que predomina meu entendimento. Tudo parece uma fantasia, as pessoas parecem viver em seus mundos bobos, se satisfazem com tão pouco... Ou são todos atores como eu sou? Frases bonitas dizem que a Vida é um presente para nós, mas que presente é esse? Presente que dói sem parar...
Criança que chora com fome, adolescentes violentados na carne e na alma, adultos doentes e fingidos?
Mundo perverso..., hoje sei que aqui não tem nada para mim, nunca teve, nunca terá...

Cada amanhecer é apenas mais um dia longe do meu verdadeiro lar... só pode ser isso!

Ziel.



quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Ainda...














Hoje ainda vejo tuas lembranças em meu baú secreto,
Ainda sinto teu cheiro em uma camisa antiga,
Anda sinto tua alma ao lado da minha,
Ainda te amo como ontem te amei,
Ainda durmo com você e acordo ao seu lado,
Ainda choro pelo destino ter nos separado...

Olhando para trás,

Ainda vejo teu sorriso maroto,
Ainda sinto o gosto da tua saliva na minha,
Ainda vejo teus olhos tão tristes,
Ainda  ouço teu sussurrar no meu ouvido,

Olhando para frente,

Ainda vejo nossa casa enfeitada,
Ainda deito em nossa cama perfumada, 
Ainda sento em seu colo,
Ainda pego em teus cabelos,
E me deleito em teus carinhos...

Carinhos que nunca mais terei,
Que jamais esquecerei...
Para sempre te amarei.


Sofhia.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Súplica



















Suplico insistentemente por aquilo que ainda não encontrei, e uma solidão aumenta a cada época a cada estação que passa.
Às vezes penso que só a morte me dará o que procuro...
Só entende o que eu digo quem conhece esse mundo o qual vivo.
Uma força estranha e má me persuade todos os segundos do dia e atenta contra minha vida, vivo então a procura do sal que me fará durar para sempre, mas “um sempre” sem as tormentas desse tempo que se chama hoje, sem as angústias que sinto todos os dias do meu sobreviver.
Percebo que sou diferente, pois gosto de tudo que os outros não gostam e o que os outros gostam eu tento gostar, porém nada me satisfaz.
Sigo em frente sempre me arrastando, busco nas alturas uma mudança que nunca chega, um sonho que não existe, um amor que morreu antes de nascer.
Lamento minha vida e pontos de interrogações estão sempre no meu presente. 
O indecifrável sou eu mesma para mim.
Vou além do “normal” e deixo meu espírito se expressar, buscar no surreal as respostas que minha alma anseia...
Ontem pensei que havia encontrado o que me faria feliz, no entanto foi apenas uma ilusão que o engano de um coração triste se apegou, fui feliz mesmo sabendo que iria acabar, pois sempre soube que seria deixada para trás, fora daquele daquele lugar.
Hoje...
Ai que vontade de me desintegrar no espaço, sozinha longe da vida, longe dos que aceitam os dias como Deus dá, perto do silêncio que me atormenta sem dó!
Suplico insistentemente...
Suplico por algo que ainda não encontrei, algo que não sei se existe...

Medito em uma frase que me chama a atenção, “Se Deus fosse mau e quisesse nos castigar, Ele colocaria dentro de nós um desejo de encontrar o inexistente”, assim seriamos infelizes para sempre, pois eternamente procuraríamos por algo que não existe.

É assim que me sinto todos os dias da minha vida..., por isso suplico insistentemente..

Sol.

sábado, 9 de outubro de 2010

O amor que sinto















O amor que sinto por você é tão forte que... , ainda trocaria minha vida para viver a tua, trocaria minha rotina para conhecer a tua, trocaria minha alegria para proporcionar a tua.

Meu amor é tão forte que faria qualquer coisa para te ver feliz.
Mesmo que tivesse que ser infeliz para sempre, pois meu amor é tão forte que se tornou mais fortes que meus desejos egoístas.

Meu amor é tão grande por você que basta gritar por meu nome que eu estarei do seu lado, basta pedir, basta chamar que eu irei...,
Te amo para sempre, você está entrelaçado comigo eternamente.

Mesmo que você não me ame, eu te amo,
Mesmo que você me odeie, eu te amo,
Mesmo que você tenha repugnância de mim, eu continuo te amando...

Você foi
Você é
Você será

O amor da minha vida ,
O amor da minha morte,
O amor do meu entendimento
O amor da minha loucura,

O amor que sinto por você é maior que tudo que já senti!
Tudo que já conheci
Tudo que já vivi.

Sofhia

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Para sempre













Para sempre...
O teu perfume será o melhor
O teu jeito o mais sapeca
A tua boca a mais desejada
A tua pele a mais macia
O teu cabelo o mais sensual
Os teus olhos os mais belos
As tuas palavras as mais lindas
As tuas promessas as mais esperadas
Os teus beijos os mais doces
O teu afeto o mais sentido.

Para sempre...
Você será  meu amor e nunca irei te esquecer!
Para sempre você será meu, mesmo sendo outra que recebe teus beijos,
Que escuta tuas palavras
Que sente teu cheiro
Que anda ao seu lado.

Para sempre...
Te amarei da mesma maneira que ontem te amei e que hoje te amo.

 Sofhia.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Sonho de Ícaro



















Voar, voar
Subir, subir
Ir por onde for
Descer até o céu cair
Ou mudar de cor
Anjos de gás
Asas de ilusão
E um sonho audaz
Feito um balão...
No ar, no ar
Eu sou assim
Brilho do farol
Além do mais
Amargo fim
Simplesmente sol...
Rock do bom
Ou quem sabe jazz
Som sobre som
Bem mais, bem mais...
O que sai de mim
Vem do prazer
De querer sentir
O que eu não posso ter
O que faz de mim
Ser o que sou
É gostar de ir
Por onde, ninguém for...
Do alto coração
Mais alto coração...
Viver, viver
E não fingir
Esconder no olhar
Pedir não mais
Que permitir
Jogos de azar
Fauno lunar
Sombras no porão
E um show vulgar
Todo verão...
Fugir meu bem
Pra ser feliz
Só no pólo sul
Não vou mudar
Do meu país
Nem vestir azul...
Faça o sinal
Cante uma canção
Sentimental
Em qualquer tom...
Repetir o amor
Já satisfaz
Dentro do bombom
Há um licor a mais
Ir até que um dia
Chegue enfim
Em que o sol derreta
A cera até o fim...
Do alto, coração
Mais alto, coração...
Faça o sinal
Cante uma canção
Sentimental
Em qualquer tom...
Repetir o amor
Já satisfaz
Dentro do bombom
Há um licor a mais
Ir até que um dia
Chegue enfim
Em que o sol derreta
A cera até o fim...
Do alto, o coração
Mais alto, o coração...

Biafra

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Jóia escondida


Hoje tive um encontro surpresa com uma jóia escondida, a qual chegou de mansinho, falando baixinho o que meus ouvidos ansiavam escutar.
Viajei devagarzinho até me encontrar com uma pontinha de alegria.
Com receios eu aceitei seu convite, incertezas começaram a querer me fazer parar, porém eu dei um salto por cima de tudo e comecei a viajar...
A maior surpresa foi o passear sem medo, sem medo de sofrer...
A alegria chegou pintada de cores novas, diferentes da que eu pensava que gostava, então perdi o medo e me joguei com tudo.
Olhei a floresta encantada e vi novas espécies de seres, todos tinham olhos brilhantes. Senti uma agitação no primeiro instante, depois foi acalmando e a tranqüilidade chegou...
Andei em lugares desconhecidos, sorri sem parar, achei que tudo aquilo era mentiras inventadas pela minha loucura, mas depois percebi que eram reais e que eu poderia tê-las a qualquer momento.

Troquei a dor pela alegria,
Troquei a saudade pela folia,
Pela euforia.

Atryu



Um sonho

Rompendo as barreiras todos os dias eu continua no caminho, às vezes andando, outras me arrastando...
Escuto uma música linda que faz minha alma verter lágrimas, perguntas e mais perguntas todos os dias dentro de mim... Até quando isso tudo vai durar? Até quando terei que suportar a escuridão que enfrento?
Porque nascer? Porque viver? Porque tive que conhecer o que não precisava nunca ter conhecido? Porque vivi o que nunca deveria ter vivido?
 Porque?
Porque?
Porque?
Uma onda de tristeza eu vivia, hoje mergulho na onda mais profunda, vivo constantemente nas profundezas do oceano, e tudo é tão escuro aqui dentro!
Tento me livrar todos os dias, mas a dor insiste em rasgar não apenas meu coração, mas já atinge os meus nervos que se contorcem sem nada poder fazer.
Criança adulta eu me sinto nessa imensidão de conflitos e responsabilidades.
Antes tinha sonhos, hoje todos morreram... Ainda não sei como estou aqui escutando essa melodia triste, pois queria dormir para sempre para poder sonhar que estou nos braços no aconchego do pai que nunca tive, sonhar em estar sendo protegida das maldades dos maus, ninada nos braços do amor.
Queria ter prazer e tomar um banho de chuva...
Queria ter prazer de dar um sorriso com a alma,
Brincar de roda com as crianças que ficaram em minhas recordações roubadas.
Queria ir para a escola sem medo, olhar para o rosto de minha mãe e vê-la sorrindo para mim.
Queria ser inimiga das lágrimas e esquecer o seu gosto salgado,
Queria ter braços para me abraçarem e ouvir palavras que me fizessem ter um sono tranqüilo.
Queria tantas coisas!!!
Queria...
Queria...
Queria...

Nada tenho.. Tudo foi em vão e em vão continua...
E o vão é cada vez maior, tão grande se torna que vou preenchendo minhas horas com coisas na esperança que dali nasça um sonho, no qual eu possa me agarrar e a vida deixar de ser vã...
Queria...
Queria...
Queria...
Como eu queria ter... Ter apenas um sonho, apenas um.

Sofhia.


sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Felicidade

















Felicidade é saber que você existe, mesmo sendo distante dos meus olhos, longínquo dos meus abraços!

Felicidade é voltar no passado e beijar tua boca outra vez, mesmo sendo apenas com a ajuda da fantasia e da ilusão.

Felicidade é saber que você olha para o mesmo céu que eu olho, sente o mesmo frio que eu sinto, beija a mesma brisa que eu beijo.

Felicidade é sentar no meu canto, escutar tuas músicas beijar tuas lembranças...

Felicidade é existir sem viver, viver sem existir, porém saber que você vive, que você existe, mesmo sendo ausente de mim...

Felicidade foi ter tido você!

Sofhia.


quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Perdida...















SEM VOCÊ,
                  
                    SEI  VIVER

                                        NÃO SEI MAIS ESCREVER...

Sem você na confusão do tempo



















Tempo bandido, amigo, inimigo... Trouxe e levou você de mim...
Tempo querido, desejado. Tempo perdido desgraçado. Tempo de paixão de ilusão, de desunião, foi tudo em vão...

Uma música estranha me trouxe lembranças, as quais vivi há algum tempo atrás... Fiquei ali escutando e deixei meu pensamento voar...

Olhava para aquela cama e via teu corpo de pele branca deitado sobre lençóis sujos pelo nosso amor, ardia dentro de mim um fogo tremendo ao contemplar tuas curvas firmes que faziam eu delirar apenas em apreciar.

Toquei teu corpo novamente depois de tantos meses de saudade...
.
Fiquei confusa, pois não sabia se ficava presa naquele devaneio tão gostoso ou voltava para esse tempo triste em que sobrevivo.
Lutei um pouco com meus pensamentos, mas sem espera me entreguei nos teus braços suados, os quais me apertavam contra seu corpo perfeito e cheio de paixão... Fui amolecendo aos poucos e entrei na ilusão.

Beijos molhados e chupados eu recebi.
Abraços enfurecidos por amor enlouquecido eu revivi.

Minhas pernas me seguravam contra teu corpo macio e febril, que com movimentos frenéticos traziam a lua até mim.... Eu sentia teu perfume, teu cheiro selvagem que embriagava meus sentidos e faziam-me gemer como se uma dor terrível estava sofrendo, tua mão forte agarrava-me e me segurava sem dó...Ali eu me submetia aos teus desejos mais secretos...
Fui até ao céu e voltei por muitas vezes, enquanto tua boca percorria meu corpo já quase sem forças. O teu suor se misturava ao meu, teus cabelos grudavam em mim e atiçavam ainda mais os meus delírios, coisas ocultas eu senti e tudo em segredo eu vivi.

A música continuava tocando e aos poucos fui voltando para o tempo bandido... Tempo amigo, inimigo... Pois trouxe e levou você de mim...
Tempo querido, desejado. Tempo perdido desgraçado. Tempo de paixão de ilusão, de desunião, foi tudo em vão...


Sofhia.




quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Sem intervalos

         
















Todo dia!
            
               Toda hora!
                          
                               Todo minuto!
                                            
                                               Todo segundo.
                  
Durmo!
          
          Acordo!
                  
                    Em todo tempo!
                          
                                        A todo momento!

E você SEMPRE no meu pensamento...

Atryu.

Sentimentos

















Olhei
Pasmei
Me apaixonei

Sorri
Sofri
Perdi

Ainda quero você pra mim...

Chorando
Amando e sonhando
Assim vou andando...

Durmo com você no pensamento
Sinto você ao meu lado por um momento
Acordo!!!
Ai que tormento...

Atryu.



terça-feira, 28 de setembro de 2010

??????????????????????????????


















Sei 
     Que,
             Infinitamente te amei,
Infinitamente te amo,
            Infinitamente te amarei, 
Só não sei 
           Como sem ti viverei!
Será que aprenderei ?
           Tentarei..

Atryu.

Ponto final




Sussurros eram ouvidos há quase todo tempo, porém outra vós falava delicadamente ao meu ouvido, por momentos eu  escutava os gritos forte que as vozes cantavam , a melodia era linda como o canto das sereias. Meu coração quase saltava para fora do peito, me deixava numa excitação tão forte que meu corpo todo respondia aquela paixão incontrolável.
Não sei por quanto tempo ao certo, mas eu ficava hipnotizada pelas cantigas que a vós lançava ao pé de meu ouvido, no entanto eu pré-sentia alguma coisa errada naquilo tudo, meu coração não tinha paz, eu oscilava entre a fantasia enfeitada com lindas cores e a verdadeira realidade para a qual eu fui criada.
O tempo passava e eu era arrastada pelas correntes pesadas...
Tudo era posto diante dos meus olhos, mas mesmo assim eu queria sonhar com a fantasia a qual me iludia sem escrúpulos algum. Meus interior gritava na intenção de me alertar o quanto eu estava errada, porém eu estava apaixonada...Por isso não ligava, não me importava.
Quase deixei meus sonhos se transformarem em devaneios, fui tão longe que a volta se tornou terrível a ponto de pisar meu corpo inteiro.
Andei por vales escuros, descia cada vez mais fundo. Eu percebia, mas não queria aceitar aquilo que eu sempre soube... Tudo era claro para mim, mas para minha vergonha eu preferia a escuridão.
Quando estava totalmente em trevas densas, quando minha visão só enxergava a ilusão, então o meu Amigo me sacudiu, olhou dentro dos meus olhos, onde minha alma se escondia do mundo vil e disse carinhosamente: Você não precisa de olhos para enxergar...  Você tem a mim que olho por você, tuas lágrimas eu vi, teu pranto eu ouvi...
Deixei você andar na escuridão para que você pudesse sentir saudade de Mim, e quando esse sentimento estivesse equilibrado dentro de ti, Eu seria tua única esperança! Eu sempre soube do teu verdadeiro sentimento, sempre soube do teu amor por mim, você é quem ainda não sabia...
Quando você gritava sozinha em seu esconderijo secreto eu estava ali do seu lado ouvindo em silêncio, quando você pensava e se entregava à ilusão perversa eu sentia ciúmes, porém eu sabia que você me amava, pois eu conheço tudo que existe dentro do teu peito, e com paciência eu te esperava...

Pois o amor é paciente, tudo sofre, tudo perdoa...

Deixei você cavar tua própria cisterna e vi você bebendo de fontes sujas, mas eu sabia que no dia marcado eu teria você em meus braços novamente, e não precisei deixar você ir muito longe não, pois você sentiu minha falta e voltou correndo pedindo socorro...

O poço em que você entrou era fundo e sem fundo, mas eu entrei com você e andei com você por todos os vales, cada pedra que machucou teus pés eu sentia em mim a tua dor, e no momento exato você gritou por meu nome... Foi aí que eu te arranquei dos braços da escuridão, pois lá não é o teu lugar, teu lugar é ao meu lado, fui Eu quem te gerou e só Eu sei o que você realmente sente.
Ninguém vai tirar você de mim, porque teriam que Me destruir para destruir você!
Sou teu amado e você é minha, ninguém poderá desafiar-me... Meu amor é teu você é minha para sempre.

O labirinto acabou!
E ponto final.

Atryu.




segunda-feira, 27 de setembro de 2010

De Mansinho


Hoje abri a janela e vi que a primavera havia chegado, eu já não lembrava  o quanto ela era bonita, o inverno foi tão rigoroso que tive medo de sair, mas aos poucos fui colocando o rosto para fora, espiando tudo de mansinho...
Abri minha janela devagarzinho e deixei o sol tocar novamente em meu rosto, agora já com sinais de um tímido sorriso...
Fiquei horas olhando para rua onde notei as crianças que brincavam...Ouvia o som que o vento trazia do sorriso dos pequenos... Senti uma pontinha de inveja e desejei ser criança novamente.
Lembrei do gosto do algodão doce, da pipoca com melado das balas de goma que tanto eu comia. 
A brisa suave insistia em me dar às boas vindas, me convidava para passear sobre as árvores floridas e enfeitadas com cores vibrantes.
Senti-me um pouco constrangida com o convite tão amável e acabei deixando-me levar... Fui até os montes bem altos... Com os olhos fechados eu vi coisas lindas... Entendi que não é preciso ter olhos para poder ver coisas belas, pois tudo pode ser belo quando deixamos o inverno de lado e abrimos o nosso coração para a vida.
Senti meu rosto corar quando um passarinho beijou meus lábios... Senti que o amor estava não nas coisas que queremos, mas nas que não percebemos!  Então eu sorri...
Fiz um suave carinho em uma flor cor-de-rosa que me olhava com seu olhar delicado, dei um abraço em uma nuvem branquinha que passeava por perto, beijei o rosto de um beija-flor, o qual me olhava com carinho.
Passei alguns instantes pensando naquele momento mágico que eu estava novamente experimentando.
Observei tudo em minha volta e junto com o final do dia fechei minha janela e voltei para dentro conversar comigo mesma...

Atryu.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Reflexão


















Em um suspiro deixo a passagem livre para que a vida aponte os obstáculos que deveriam ser ultrapassados. Nem todos entendem a solidão, apenas aqueles que nasceram com a sensibilidade de um anjo. Tempo de gelo e tempo de profunda reflexão...
Amando mais o irreal e correndo os riscos tempestuosos da inviável sorte.
Uma tortura rodeia a insanidade da fraqueza, uma dor forte só penetra quando deixamos escapar o sentido que enlouquece o entendimento.
Virá um dia...
Virá um dia...
Ele virá em forma de coragem e fará da dor apenas névoa dissipada, correrá como a corsa que alcança a águia nas alturas, tão alto que será apenas luz no espaço eterno, luz com saudade do amor, amor que não existe nessa dimensão e busca seu real destino.
Ah! Dimensão conhecida pela minoria privilegiada.
O vôo será em questão se segundos, e fagulhas iluminadas ficarão como rastro...

Atryu.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Menina malvada.

















Um rosto abatido e sem esperança é o que pessoas vêem na rua quando olham para a menina triste. Sobrancelha arqueada pesando sobre olhos negros e profundos.
O mundo deixa de ser colorido para aquele olhar, o mar já não canta mais belas músicas nos dias de verão, tudo o que se ouve é uma melodia melancólica que se ouve nas matas escuras nas noites de inverno.
A pele um dia fresca e rosada, agora amarelada e doente, todos dizem: a menina está demente.
Sonhos lindos se desfazem como a fumaça ao vento, enxoval comprado tudo bonito jogado na lata de lixo.
Menina malvada, todos gritam: a menina é culpada...
Seu coração antes cheio de sangue quente e vibrante hoje deu lugar para um cascalho podre, que aos poucos vai se despedaçando. 
Todos julgam: bem feito! Quem mandou ela ser mal criada, malvada!
Anda ela pelas ruas com um sorriso no rosto, fingindo tanto desgosto.
Solta os cabelos e pinta a face, a maquilagem é um grande disfarce.
Menina brava, não sabia temperar os alimentos, sua comida salgava o entendimento.
Menina bonita por fora, por dentro feia, bruxa e maldosa, tinhosa...
Assassinou O MEU AMOR, afastou ele de mim.
Menina culpada merece ser castigada, judiada, para sempre aprisionada...
Menina malvada!!!!
Agora chore sua desgraçada.

Sofhia.

sábado, 10 de julho de 2010

Destino


















O sol se põe,
 A chuva cessa,                          
A neve derrete.

As folhas secam,
A noite termina,
O dia  escurece.

A vós se cala,
O tempo finda
O coração endurece.

O sonho acaba,
Os olhos se fecham,
Tudo perece.

A dor termina,
O barulho expira,
O homem fenece.

As correntes caem,
Algemas se abrem,
O milagre acontece!

Atryu.




! BOHéRASE AUTORES: PASOS PARA PARTICIPAR Y PUBLICAR EN ÉRASE - NOS MU...

! BOHéRASE AUTORES: PASOS PARA PARTICIPAR Y PUBLICAR EN ÉRASE - NOS MU...: "Para participar en ÉRASE UNA VEZ EN INTERNET, simplemente tienes que enviar la dirección de tu Blog y tu Correo a este buzón>> Si no tienes..."

Sonhei



















Olhava eu, para um ser perfeito e especial. 
Sua beleza radiante simplesmente roubava meu olhar.
Um cheiro agradável eu experimentava, o frescor da juventude me paralisava.

Sua pele firme e alva como flocos de neve me prendia ao contemplar tanto encanto.
Envolvi-me em seus braços másculos e viajei na imensidão que me era oferecida naquela tarde fria.
Loucuras sem limites eu experimentei...
Em um oceano profundo mergulhei!

Teu cheiro me entorpecia e ébria me encontrava quando tua boca delicada me tocava.
O sangue fervia...Eu simplesmente gemia, estremecia!

Um anjo maravilhoso eu abraçava e soluçava!
Pois compreendia,
O que sentia, era somente fantasia!

Corpos colados e entregues ao delírio da paixão.
Momentos roubados em um momento de ilusão.

Horas de reminiscência,
Julgados por demência!
Procurando suprir uma real ausência.

Momento eterno, encontro de duas almas desesperadas, separadas, apaixonadas!

Corpos que se entrelaçavam, encaixando-se perfeitamente, partes que se colavam e não se desgrudavam... Apenas se amavam!

A chuva caia!
Eu apenas ouvia!
A mais linda das melodias!
Corpos suados dançavam colados, no compasso e harmonia dos astros sem qualquer embaraço...

Ali eu te amei
Na  tarde em que sonhei...
Que agonia quando acordei!

Sofhia.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Viva...



















Arco-íres lembra alegria
Tristeza chama folia
Espante todos os males
Inventado alegorias

Coma bala, doces também é alimento
Viva a vida, mas fique atento
O tempo tem asas de águia
E você merece viver um momento.

Pule corda com a esperança
Jogue cartas com as lembranças
Tudo passa em vinte quatro horas
O dia, já diziam, é uma criança.

Plante uma flor girassol
Pesque sem usar anzol
Fique contente com a gente
Tocando em claves de sol.

Grite com vós aguda
Vista apenas bermuda
Tome banho como moleque
E sinta as mãos da chuva.

Dance no meio da praça
Escolha de par uma taça
Mostre para o mundo o segredo
Que espanta qualquer desgraça.

Seja feliz em qualquer idade
Viva com intensidade
Dia bom ou dia ruim
Aplauda a liberdade!

Viva...

Atryu.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Sorria



Flores abrindo,
Sol saindo,
Tartaruga andando,
Dia alegre chegando.

Barulho do mar,
canção a cantarolar,

Beijos constantes
Paixão gigante.
Pessoa vibrante,
Música e alto-falante,

Dançando na festa,
Sorrindo a bessa.

Atryu.

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Adeus...













Cada dia torna-se mais distante,
O tempo só fará seu papel no jogo da vida.
Tudo passará como uma fumaça que no início era espessa,
Porém agora aos poucos se vai misturando com o espaço.
Um simples beijo em seus lábios macios eu te peço!
Um simples toque no teu rosto de anjo.
Um simples roçar na tua pele,
Mesmo que seja em suas mãos lindas e habilidosas,
Mesmo que seja apenas para dizer adeus para sempre...

Sofhia.

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Hoje
















Em um mundo impregnado de mistério em que a vida se resume apenas em um passado, na maioria das vezes frustrado com um presente cheio de obstáculos doloridos e não vividos em prol de um futuro maravilhoso, é nesta realidade que está inserida a nossa simplória existência.Tal é a guerra pelo sucesso, que não percebemos  quanto o tempo passa depressa, e não apenas passa, mas ele como “senhor", o qual rege o dia-a-dia da humanidade, não volta jamais.
Com tudo isso, deixamos de aproveitar os momentos presentes para lutar por um futuro incerto, e, isso digo com propriedade, pois observei tanto na minha própria vida, quanto na vida das pessoa que me rodeavam.
Almejamos tanto o dia de amanhã, e acabamos deixando de existir no hoje, o qual Deus com carinho nos proporciona.
Reflito dessa maneira, porque parei no presente de hoje, e olhei para o meu momento presente.
Hoje, 14 de maio de 2010, um dia como outro qualquer, mas o qual, com certeza, nunca será repetido em minha vida, o qual jamais será vivido novamente.
Entendo que o passado ficou para trás e o futuro ainda não aconteceu, porém, o presente é o único momento que importa realmente, e se não vivermos o presente, nunca teremos um presente, apenas um passado, e um futuro hipotético. 
Nos dias atuais observamos pessoas e mais pessoas sem tempo para deitar em um gramado e ficar olhando as nuvens no céu, ou subir em uma bicicleta e dar uma voltinha na quadra onde mora, desligar a televisão e ensinar o filho o nome das flores, passear de mãos dadas no parque tomando sorvete com o amor de sua vida. O tempo presente não está sendo vivido pelo ser humano, pois o futuro têm atormentado as nossas mentes gananciosas e egoístas, queremos uma casa sempre melhor, um eletro-doméstico mais caro, uma roupa da hora, porém, esquecemos que nossos dias estão acabando e tudo vai passando.
Nossos filhos vão crescendo e não percebemos quando foi que nasceu seu primeiro dentinho de leite, qual foi à primeira sílaba dita por ele...
 O desejo pelo futuro nos faz perder os prazeres do tempo presente, assim concluo!
Sei que devemos pensar em ter um futuro melhor, isso é óbvio! Porém nunca o teremos, se o presente não for vivido de uma maneira consciente e sem medo do que virá pela frente.
O hoje vai passar da mesma maneira que o ontem se foi, e o dia de hoje logo mais será passado novamente.
Então sugiro a você, que teve a paciência de ler esse texto, o qual eu escrevi hoje, mas para você foi ontem ou a semana passada ou talvez o mês ou o ano que já se foi há muito tempo, não deixe sua vida se resumir apenas no desejo pelo futuro que será dessa ou daquela maneira, viva o hoje porque o amanhã pode não EXISTIR na sua vida.
Faça o dia de hoje valer a pena...
De um sorriso demorado e gostoso, mesmo que seja para lembrar uma queda que você sofreu em um dia de chuva, pague um almoço para um morador de rua e veja como ele come com satisfação, de uma flor para sua esposa, mande um torpedo para seu amor, diga ao seu colega de trabalho que ele é chato, porém você gosta muito dele, fale para seu chefe que ele é uma benção em sua vida, enfim, não deixe o dia de hoje passar em branco como passou o ontem em sua existência.
Viva o hoje! Celebre o teu presente! Essa é tua vida e nunca mais se repetirá. 


Soniasol.

Perdón



















Vamos, ven conmigo, ven a mí te quiero! 
No dejar pasar más tiempo separados y en otro pase del siglo. 
Me decepciona Debilitado ...
Lejos de ti! No quiero vivir! 
¿Cuánto tiempo de llorar,¿
Cuántas vidas hay que esperar 
Para llegar a tu lado? 
Angel hermosa y adornada, 
Mi eterno amante, 
Renuncia el miedo y me lleva a vivir junto a ti. 
El hombre con cara de ángel trae de nuevo mi corazón 
Porque yo necesito tu perdón.


Sofhia.